camara

Câmara vota contas de ex-prefeito e projetos da atual Administração Municipal

Hoje, dia 2 de outubro, às 20h, a Câmara Municipal realiza sessão ordinária, na qual serão votados projetos de autoria da Prefeitura de Meridiano.

São eles:

Projeto de Lei nº 040/2017, que dispõe de reajuste no valor da concessão de ajuda de custo com o fornecimento de combustível para professores da rede pública municipal que exerçam suas funções na escola situada no povoado de Santo Antônio do Viradouro,

Projeto de Lei nº 042/2017, que dispões de abertura de um crédito adicional-suplementar no valor de R$ 190.600,00 e um crédito-especial no valor de R$ 20 mil para suplementação de diversas dotações de orçamento vigente;

Projeto de Lei nº 043/2017, que dispõe de abertura de crédito adicional-suplementar no valor de R$ 6 mil, destinado a suplementação de dotação orçamentária da Câmara Municipal referente a obrigações patronais Infra-orçamentária;

Projeto de Lei n° 044/2017, que dispõe de criação do Conselho Municipal de Turismo COMTUR, e por fim INDICAÇÃO do vereador Maicon Fabiano de Oliveira, que solicita equipamentos e serviços para o posto de atendimento à saúde do povoado de Santo Antônio do Viradouro.

CONSTAS DE ARISTEU BALDIN
Ainda durante a sessão desta segunda-feira, serão votadas as contas da Administração Aristeu Baldin – 2013/2016 – aprovadas pelo Tribunal de Justiça do Estado durante os quatro anos de mandato. Vale lembrar que o ex-prefeito Aristeu sempre foi exemplo de administração transparente para outros prefeitos da região.
Em contato com a reportagem, o ex-prefeito Aristeu falou sobre a votação. “Com pareceres favoráveis do Tribunal de Contas do Estado, estou ansioso com a votação de hoje, e conto que os nobres Edis sigam o parecer do Tribunal de Contas, agindo assim dentro dos limites éticos e jurídicos esperado por toda população”, destacou.

Retificação
Como divulgado anteriormente pela Reportagem, na sessão de logo mais, marcada para as 20h, não serão mais votadas as contas da Administração Aristeu Baldin. De acordo com o presidente da Câmara Municipal, João Binhardi, o assunto não entrou na “ordem do dia”. Será marcada uma sessão extraordinária para tal votação.

camara