fernando-psicologo

Comportamento – Conheça os principais sintomas da timidez ” Fernando – Psicólogo

COMPORTAMENTO 

Conheça os principais sintomas da timidez 

Dificuldades na resolução de problemas, relações não amadurecem e a socialização fica comprometida; buscar ajuda é o melhor para se livrar do problema

Quantas vezes já se sentiu trêmulo quando teve que falar com uma pessoa ou em público, e muitas vezes se inibe com pequenas situações? Talvez você seja uma pessoa tímida.

Com origens diversas, a timidez pode ser definida como o desconforto e a inibição em certas situações de interação pessoal que interferem na realização dos objetivos pessoais e profissionais de quem a sofre. Uma de suas características é o excesso de preocupação com atitudes simples e pensamentos dos outros.

O psicólogo Fernando Giannetti Guimarães relata que na maioria das vezes, algumas situações vividas pelo tímido podem levar aos sentimentos de vergonha, fuga e dificuldade de comunicação. “A inibição se manifesta em todas as formas de convívio social. A pessoa não consegue fazer amigos e falar com estranhos. Intimida-se diante de autoridades, tem medo de falar em público”, explicou.

Ainda de acordo com Fernando, deixar de ser um tímido instantaneamente é praticamente impossível. O primeiro passo é encarar pequenos desafios de exposição. A timidez pode ou não ser acompanhada de algumas alterações fisiológicas como taquicardia, tremores intensos e náuseas. Ou seja, só sabe o quanto é incômodo sofrer deste distúrbio, quem sofre.

“A pessoa tem desde dificuldade de exprimir sentimentos, pensamentos e até mesmo incapacidade de interagir ativamente em situações sociais”, salientou o profissional. Porém, deixa claro que não é uma doença, mas sim um comportamento que se instala, sendo necessário investigar as situações as quais a pessoa é ou foi exposta em seu cotidiano.

Quem vive essa situação é o bancário Paulo Gomes, 34 anos, que se considera uma pessoa tímida “fora do comum”. “Sou vergonhoso por demais e tenho consciência disso. A gente tem que saber contornar esse tipo de situação e ir levando a vida. Isso nunca me impediu de ser feliz”, declarou.

“O problema tem de ser encarado, mas quando generalizado os sintomas, a ajuda de um profissional é fundamental para que os sintomas sejam amenizados”, finalizou Fernando.